Igrejas em Defesa de Israel – O que a bíblia realmente tem a dizer sobre a terra prometida?

Igrejas em defesa de israel livro - Asher Intrater
Igrejas em defesa de israel
livro – Asher Intrater

Israel é um dos grandes segredos da palavra de Deus.  Infelizmente são poucos os líderes que percebem que um alinhamento com Israel é vital para a sobrevivência e crescimento espiritual da Igreja.

Existe ainda enorme indiferença entre vários setores da igreja cristã fruto de muito desconhecimento histórico e principalmente escritural em relação a Israel e ao povo judeu. Aliado a isso tudo, existe ainda muita falta de discernimento.
Toda análise de Israel a luz de uma ótica geopolítica é reducionista e errônea. O seu relacionamento com Israel não pode ser baseado em opiniões embasadas na perspectiva de uma mídia que reflete o pensamento do mundo. O sistema de valores do mundo   será sempre anti-bíblico quando se trata de Israel em 100% dos casos!
Você já parou para pensar porque o mundo odeia Israel?  Por que existe uma obsessão em deslegitimar  Israel desde a fundação do país?  Por que será que Israel é o único país do mundo cujo direito de existir é questionado continuamente?
Usurpação de terra, uso de força desproporcional?  Argumentos como esse explicariam os conflitos da região e serviriam para demonizar Israel?  Se pensarmos assim, vamos pensar como o mundo e nós não somos desse mundo! Repare que em qualquer circunstância, Israel é sempre demonizado e os algozes são sempre colocados como vítimas.
Porque o mundo não reage com tanta ênfase e indignação quando comunidades cristãs no Oriente Médio são aniquiladas com requintes de crueldade nunca antes visto? Porque a mídia não se pronuncia quando existe um continuo massacre de cristãos em países da África por grupos radicais islâmicos?
Dois pessoas e duas medidas?
Nós sabemos que a paz  não ocorrerá por intermédio de políticos, por diplomacia, por meios humanos. O conflito na região tem como pano de fundo uma gigantesca batalha espiritual.
Como pode um cristão  ser surpreendido pelo fato do mundo se posicionar contra Israel?  Qual a surpresa? A bíblia é muito clara,  não está longe  o dia em que haverá uma guerra global e  essa conflito será  a guerra de todas as nações contra Israel. Paralelemente a essa guerra , a verdadeira  Igreja será perseguida e no meio da tribulação ela será provada.
Adivinhe quem estará contra Israel? O Brasil, EUA, Canadá, Japão, Argentina, Índia, Rússia, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Síria, Irã, Alemanha, Austrália, junto com todos os que integram a ONU ficarão contra Israel.
Mas o interessante é que justamente a Igreja que não tem assento na ONU, mas tem assento nos céus   será o único parceiro de Israel.
O mundo se posicionar contra Israel é muito previsível. O que não é coerente e aceitável é um líder cristão cair nessa arapuca.
Israel é tão importante para Deus que ele mesmo é identificado como o Deus de Abraão, Isaque e Israel!
1 Cr 29:17-18 – “Ó Senhor, Deus de nossos antepassados Abraão, Isaque e Israel, conserva para sempre este desejo no coração de teu povo, e mantém o coração deles leal a ti”.
Deus não muda! Se Deus é Deus de Israel, como poderia o próprio Deus odiar o seu povo?
Deus que sempre honrou sua palavra e suas alianças?  O próprio Jesus, a própria palavra viva endossou tudo o que está escrito, veja:
Mt 5:17-19 – “Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus”.
E Jesus? Como ele é identificado? Tanto no nascimento como na própria morte ele é chamado de Rei dos Judeus. No nascimento quando os Reis Magos procuravam o recém-nascido, eles perguntavam onde estava o Rei dos Judeus.
O curioso é que a acusação que foi gravada em sua cruz foi ao fato dele ser o Rei dos Judeus. Portanto, ele foi sentenciado a morte por ser Rei dos Judeus.
Será que o Rei odeia os seus súditos?
Impossível, pois Yeshua (o nome dele em hebraico) significa salvação
Por isso está escrito em João 4:22 – “A salvação vem dos judeus.”
A verdadeira postura de um cristão, deveria ser sempre de gratidão, e nunca o contrário.
A igreja é devedora!
O próprio evangelho foi dado aos judeus primeiro, vejam:
Rm 1:16 – “Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego”.
O que confirma as palavras de Jesus –veja:
Mt 10:5-6 – “Jesus enviou estes doze com as seguintes instruções: “Não se dirijam aos gentios, nem entrem em cidade alguma dos samaritanos. Antes, dirijam-se às ovelhas perdidas de Israel”.
O povo de Israel é chamado em Zacarias  2:8  de menina dos olhos de Deus, uma terminologia jamais usada para outro povo da terra.
A igreja nunca substituiu Israel, na verdade ela está enxertada na oliveira cuja raiz é Israel. Paulo exortou o orgulho de algumas igrejas veja:
Rm 11:18 – “Não se glorie contra esses ramos. Se o fizer, saiba que não é você quem sustenta a raiz, mas a raiz a você”.
Quando a aliança de Deus com Israel vai deixar de existir? De acordo com a bíblia somente se um dia o sol , a lua e a estrelas desaparecerem . Enquanto você olhar para o céu e enxergar o mundo, você pode ter certeza que Deus continuará a amar Israel veja esse texto em Jeremias.
Jr 31:35-37 – Assim diz o Senhor, aquele que designou o sol para brilhar de dia, que decretou que a lua e as estrelas brilhem de noite, que agita o mar para que as suas ondas rujam; o seu nome é o Senhor dos Exércitos: “Somente se esses decretos desaparecerem de diante de mim”, declara o Senhor, “deixarão os descendentes de Israel de ser uma nação diante de mim para sempre”.
Deus não abandona Israel assim como não abandona sua igreja.
Rm 11:29 – pois os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis.
A própria Nova Aliança foi uma promessa para os judeus que aparece em Jeremias, mas que foi estendido a todos os que creem.
Jr 31:31 – “Estão chegando os dias”, declara o Senhor, “quando farei uma nova aliança com a comunidade de Israel e com a comunidade de Judá”.
Porque abençoar Israel?
Em Genesis no capitulo 12, Deus diz que ele vai abençoar aqueles que abençoam Abraão e amaldiçoar aqueles que o amaldiçoam. Esta mesma afirmação é feita a Israel (Jacó) neto de Abraão e sua descendência.
Gn 28:13 – “Eu sou o Senhor, o Deus de seu pai Abraão e o Deus de Isaque. Darei a você e a seus descendentes a terra na qual você está deitado”.
Deus prometeu restaurar a nação de Israel nos últimos dias e nós somos testemunhas da época para esse milagre. O fato de que Israel foi reunido à sua antiga terra natal depois de quase 2.000 anos na diáspora é uma evidencia da fidelidade de Deus.
E o mais incrível, a promessa foi feita de forma que tudo aconteceria num só dia, veja:
Is 66:8 – “Quem já ouviu uma coisa destas? Quem já viu tais coisas? Pode uma nação nascer num só dia, ou, pode-se dar à luz um povo num instante? Pois Sião ainda estava em trabalho de parto, e deu à luz seus filhos.”
A criação de Israel foi decidida num só dia em 1947 – numa Assembleia da ONU.
Se você ainda acha que esse assunto é mais político do que espiritual, então você considera a verdade do mundo mais importante do que a palavra de Deus.
A verdade é que muitos cristãos ainda ficam incomodados com a questão de Israel. Existe muito orgulho religioso, muita cumplicidade com o mundo e muito entendimento distorcido.
Se você acredita que  chegou  de honrar a Deus, honrando Israel , se você acredita que chegou a hora de reconduzir a Igreja do Brasil para um alinhamento escritural,  então esse livro de Asher Intrater será uma ferramenta valiosa em suas mãos!
A IGREJA precisa se posicionar em DEFESA de ISRAEL.
Se quiser adquirir o livro clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading...